04 maio, 2012


Eu tenho medo. Muito medo. É tanta insegurança que isso até me faz mal. Sei que não tenho nada a te oferecer além do meu amor, e eu tenho muito medo que me troque por alguém que te surpreenda, pois eu sei que já não faço mais isso. Está cheio de pessoas ao seu redor, tanta gente que pode te abraçar, ficar pertinho de ti, sentir seu cheiro, ouvir tua voz sempre. Eu estou aqui, distante, triste, imaginando algo que é provável que nunca aconteça. Acho que você tem cansaço. Cansaço de mim não é? Já não age como antes. Está agindo friamente, me diz, foi algo que eu fiz? Ah, já sei, te amei demais não é? Dei tudo o que eu podia, eu sei que não foi muito, mas fiz o que estava em meu alcance. Sabe, com o tempo foi ficando ainda mais difíceis as coisas e eu juro que tentei seguir em frente, mas a verdade é que eu te quero. Te quero comigo. Pra sempre, sabe? Mas isso talvez não seja mais possível. Estou lutando contra mim mesmo, contra meus sentimentos, mas você não se importa não é? É, você não se importa. E isso dói em mim. Todos os dias…
Eu já não me entendo mais, eu já não consigo mais colocar no papel os meus sentimentos, já não consigo mais desabafar, não sei como explicar o que eu estou sentindo. Só sei que está doendo, e muito.
Eu já desabei há muito tempo, cometi um suicídio, pois, não existo mais por dentro. Só vivo por fora com um sorriso, mais um sorriso falso, forçado, apenas para dar a impressão que estou bem.
Todos estão virando as costas pra mim na primeira oportunidade, todos andam me julgando, me rebaixando, e brincando com os meus sentimentos, e eu finjo que não dou bola, finjo que não estou nem ai. Mais quando chego em casa eu desabo, eu choro, eu não como, e já cheguei a pensar em suicídio…
Sim, pensei em me suicidar, porque não aguento mais viver nesse mundo, onde ninguém se importa, onde todos mentem.
Já pensei muitas vezes em me suicidar, tenho vontade de me entupir de remédios e sumir daqui, ficar longe de tudo e de todos.
Mais não, por enquanto não, agora só estou me cortando de leve no silêncio do meu quarto, com lágrimas escorrendo por todo o meu rosto e borrando toda a minha maquiagem e já estou alguns dias sem comer. E tudo isso é por culpa da sociedade, que julga e rebaixa…
Queria parar com tudo isso, com pensamentos de suicídio, com cortes e com falta de alimentação, porque não vale a pena se rebaixar pela sociedade.
Então torço, que eu tenha força pra parar com tudo isso, com todo esse pensamento, e conseguir ser forte novamente.
Sei que algum dia quem irá sentir dor também, vai ser toda essa sociedade que me machucou, e vão sentir como dói…


0 comentários:

Pesquise

Ariane Rodrigues, 18 anos,canceriana, romântica nata, curiosa, confusa, intrigante e cheia de irônias. Louca pela família e amigos .Futura jornalista, ama ler, ouvir músicas do tipo que acalmam a alma. Apaixonada por moda e pela Demi Lovato ♥.

  

Facebook

Seguidores

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Tradutor