12 junho, 2012


Confesso que sempre apreciei escrever sobre amor, sempre apreciei o jeito como as pessoas falavam desse tal amor. Confesso, que em todas as vezes que escrevi sobre estes, nenhuma delas foi com o coração de quem ama, mas sim com os olhos de quem aprecia. Confesso que amar de verdade sempre me assustou, talvez pelo menos de ficar clichê e patética, dizendo que te amo o tempo todo. Confesso que achei que eu fosse até incapaz de amar, eu sempre ouvi, que por ser fria demais, jamais amaria alguém. Confesso que nunca fui de pensar em alguém o tempo todo, do despertar ao adormecer. Confesso que nunca amei, com esse amor verdadeiro. Até conhecer você. Eu te amo. Você me mudou,me moldou. Você me fez uma nova pessoa, clichê, patética, e capaz de amar. Acordo e durmo pensando em você. Dou risos bobos quando algo me lembra de você, dou celeumas de alegria quando algo bom acontece com você. Flagro-me pensando em como seria viver ao teu lado, morar com você, casar com você. Confesso que nunca arquitetei isso com outra pessoa se não você e confesso que só quero essas coisas, se for com você.
Confesso que nem sempre consigo despontar o quanto te amo e que nem sempre te faço bem, sei que você merece alguém melhor que eu. Confesso, nem sempre fiz coisas certas, confesso também, quesobrecarrego culpa todos os dias. Confesso que te amo e que você é bom de mais pra mim, confesso que nada me dói mais do que você duvidar disso. Você é a melhor pessoa do mundo, mas eu não sabia que seriatão fácil amar você. Confesso que ardo de ciúmes, e que as vezes sou injusta por isso e confesso que nem sempre tenho razão (ou nunca). Confesso que tenho receio de te amar tanto assim, de estar excedendo, de afoitar demais, mas confesso que nunca fui tão feliz. Confesso que já pensei em desistir de nós e que nunca gostei dessa distância abscissa e dificuldade, mas confesso que não saberia viver sem você.
Confesso que te admiro mais do que qualquer pessoa, e que contemplo cada detalhe seu, cada defeito seu, cada frescura sua (que não são poucas rs). Confesso que amo quando profere que me ama e quando me anima de um jeito que só você sabe. Confesso que ninguém me conhece tão bem quanto você, e que não tenho medo de confiar em você. Confesso que você me tira do sério com suas crises e estranhices, mas amo quando você pede desculpa. Confesso que amo quando você me chama de sua ou de babaca, confesso que amo quando ri das minhas piadas sem graças e quando faz piadas sem graça. Confesso que passaria horas falando com você, porque é o que eu mais amo fazer, confesso que falo voz de bebe no telefone sim. Confesso que por você, faria tudo.
Confesso que queria estar do teu lado agora, e que quero solenizar muitas datas como essa ao teu lado. Confesso que vou estar com você pra tudo, e vou até o impossível pra te deixar feliz. Confesso que nunca demorei tanto pra escrever um texto como esse, e confesso que nunca escrevi tantas veracidades. Confesso que te amo, mais que tudo e que quero te amar ininterruptamente. Confesso que você é meu primeiro e único verdadeiro amor. Feliz dia dos namorados.

2 comentários:

  1. Que bonito, é só um texto ou uma declaração mesmo? :)

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lindo !! A-M-E-I, #issoétããosentimental! ausauh' Bezus Luuh :*
    Rawr Baby ~> teenstyle-official.blogspot.com

    ResponderExcluir

Pesquise

Ariane Rodrigues, 18 anos,canceriana, romântica nata, curiosa, confusa, intrigante e cheia de irônias. Louca pela família e amigos .Futura jornalista, ama ler, ouvir músicas do tipo que acalmam a alma. Apaixonada por moda e pela Demi Lovato ♥.

  

Facebook

Seguidores

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Tradutor