02 setembro, 2012

Estão todos apaixonados por lomografia , a arte de ter que se entregar mais para que a foto saia perfeita ,sem essa mania de pagar se não gostar , todos unidos por uma paixão : as câmeras analógicas . As câmeras analógicas acada dia estão ganhando mais espaços , para quem não sabe sãos as câmeras que precisam ser reveladas para poder ver a foto , como as antigas , antes da era digital só que com alguns comandos e programações , os preços variam muito de câmera , marca e loja , quem tem afirma que vale a pena investir nesse tipo de câmera , mas quem não entende muito do assunto fica meio perdido ( assim como eu ! ) , então procurei informações sobre tipos de câmeras , marcas e encontrei lá no Lomogracinha um blog dedicado à fotografia , confiram as preferidas da Lomo :



Diana F+ : a queridinha da lomography usa filmes 120mm. A Diana foi criada em 1960, mas adaptada e renovada para os lomógrafos e apaixonados de plantão. Tem a opção da Diana Mini, que usa filme 35mm, as edições especiais (como a CMYK ou a El Toro) e a opção de comprar com ou sem o flash. Há também a possibilidade de comprar o kit completo, com todas as lentes disponíveis e o adaptador para filmes 35mm ao invés de 120mm. R$ 129 a R$299.
  • Duas velocidades de disparo: N para fotos diurnas ou B para fotos noturnas
  • Dois formatos de imagem disponiveis: 12 quadros ‘full-frame’ (5,2×5,2cm) ou 16 quadros menores (4,2×4,2cm)
  • Exposições multiplas ou parciais
  • Dá pra trocar/tirar as lentes e usa-la como ‘pinhole’
  • Filme: 120mm (ou 35mm com adaptador).

 

Actionsampler :  a coloridinha da Lomography é também a câmera mais barata disponível na loja. Simples e com um visual ‘alegre’, ela agrada por tirar quatro fotos em uma. A ActionSampler é da família das ‘câmeras multi lentes’, que tem também a Oktomat, a SuperSampler e a Pop9. A mais comprada é a versão sem flash, mas caso você decida tirar essas fotos em ambientes escuros, vale a pena conferir a versão dela com flash. R$ 99 a R$189.
  • Acompanha manual de uso e alça de pulso vermelha
  • Filme: 35mm

 Spinner : essa câmera meio ‘desengonçada’ tira fotos em 360 graus. COMO ASSIM, 360 GRAUS? Pois é. Você clica, e ela gira em torno do seu eixo, e captura tudo. Infelizmente, um filme de 36 poses não rende muito – apenas 8 fotos panorâmicas. Muito provavelmente você também sairá na foto, já que estará segurando a câmera na sua frente. Ela é bem pesada e grande (no site parece que é relativamente pequena), e funciona sem pilhas – é só puxar e fotografar! ASpinner é perfeita pra tirar foto da galera naquele show que tem gente ao seu redor e você também quer fotografar o palco! R$279

  • Lente: 25mm
  • Filme: 35mm
  • Angulo de Visão Horizontal: 360°
  • Ângulo de Visão Vertical: 66°
  • Foco: 1m~infinito (fixo)
  • Fotos por rolo: cerca de 8 fotos (com um rolo de 36 poses)

Fisheye No.2: já ouviu aquelas conversas do tipo ‘ei, como você faz pra tirar essas fotos redondas?‘? Então. Essa é a resposta! A Fisheye No.2 tem um adaptador pra você ver como vai ficar a foto, reproduzindo o efeito da lente. Já vem com flash externo embutido, que precisa de duas pilhas AA para funcionar. Qualquer filme de 35mm é bem-vindo nessa câmera, facilitando bastante a vida daqueles que caçam por bons laboratórios para revelação de seus filmes. R$139 a R$249.

  • Sapata para flash externo
  • Interruptor de multipla exposição para facilitar imagens de dupla exposição
  • Bulbo preparado para longas exposições
  • Tem uma trava para o botão não disparar na sua mochila
  • Filme: 35mm

     

    Holga 135: A Holga é fábricada em três modelos: na versão 135, 135BC e 120. A diferença entre as duas 135 é que a BC tem o efeito de cantos esfumaçados nas fotos. A 120 tem lentes de 60mm e f/8. A Holga é bem difícil de ser usada, porque pra obter um resultado legal as vezes é necessário que você tenha um bom tripé e muuuuito tempo disponível… Ainda assim, os efeitos ‘vignette’ da pinhole dão um ar bonito e gostoso as fotos. R$126 a R$219.

    • Filme: 35mm
    • Lente: 47mm e f/8
    • Foco: retrato, pequeno grupo, grande grupo e infinito

    LOMO LC-A+: essa câmera foi criada originalmente em 1984, mas parou de ser fabricada em 2005. Em 2006, a produção voltou com uma LOMO LC-A diferente e renovada. Ela tem apenas uma função automática: a exposição. Todo o resto é manual, deixando assim a câmera bem próxima da sua original fabricada na Russia. O obturador tem um alcance de 2 minutos até 1/500 de segundo. A abertura é de f/2.8 à f/16. O foco é escolhido entre as opções: 0.8m, 1.5m, 3m & . Não é uma câmera comum por causa do preço relativamente alto para uma câmera analógica, mas há quem ame o resultado e pague o preço de ter essa maravilha da Lomography em mãos. Um dos acessórios disponíveis é a parte traseira da câmera com filme instantâneo, para ter suas fotos reveladas na hora como se fossem polaroids. R$699 a R$999.

    • Lentes: Minitar 1 32/2.8
    • Exposição multipla
    • Definições de ISO variáveis de 100 à 1600
    • Filme: 35mm
    • Multiple exposure switch for easy, real-time double-exposures
    Vocês encontram muito mais dicas sobre fotografia lá no Lomogracinha , assim que eu puder vou adquirir a minha pra experimentar e conto pra vocês ! 
    Beijos , Ariane

    0 comentários:

    Pesquise

    Ariane Rodrigues, 18 anos,canceriana, romântica nata, curiosa, confusa, intrigante e cheia de irônias. Louca pela família e amigos .Futura jornalista, ama ler, ouvir músicas do tipo que acalmam a alma. Apaixonada por moda e pela Demi Lovato ♥.

      

    Facebook

    Seguidores

    Marcadores

    Tecnologia do Blogger.

    Arquivo do blog

    Tradutor