01 abril, 2013

"Sabe aquela sensação de impotência? Ela se culpa todos os dias que acorda por não ter feito nada na hora certa, ou talvez nem exista a hora certa. Se sente incompleta e sabe bem o que realmente falta, mas não faz nada para mudar. Tudo começou de repente, do mesmo jeito que acabou. O orgulhou falou mais alto, ele acreditou em outras pessoas e ela não tentou se explicar, por uma brincadeira e eles se perderam. Mas a real é que os dois fizeram as suas escolhas e nenhum estava dentro delas, muitas pessoas nascem uma para a outra, mas não para ficarem juntas. Só que tudo muda também, né? Quem sabe o orgulho é deixado de lado e um vai correr atrás da sua felicidade... Às vezes é bom a gente deixar de lado tudo aquilo que atrapalha o nosso verdadeiro sorriso, a nossa felicidade e nossos objetivos. Os dias passaram e tudo se foi, ficou algo... Ficou a saudade, a distancia e o tempo. O tempo é quem diz se tudo vai passar, se vai voltar ou se a dor já cicatrizou, é ele quem vai decidir se vai estar a favor de tudo isso. E ela vai esperar o tempo dizer, esperar ele e a distancia se acabar, enquanto isso vai enganando a falta que ele faz. Não começaram, mas chegou ao fim, estranho né? Nada é por acaso e tudo acontece por uma razão, e se fosse fácil para os dois, não teriam se importado tanto. Isso pode ter acontecido ou estar acontecendo com outra pessoa também. Ela se esqueceu do mundo para se sentir segura, se calou apenas para confiar nele, e nem ao menos avisou como iria ser tudo depois que ele se fosse, ela ficou confusa, mas nunca deixou de sorrir, ela caiu e logo se levantou. O que tiver que ser vai ser, o que tiver quer ser assim, será... A vida não tem manual de instruções e ninguém vai mudar isso. Talvez amanhã ele bata na sua porta, com a cabeça baixa e uma flor roubada de um jardim qualquer, e diga tudo aquilo que ela quer ouvir, ou apenas mande uma mensagem com um pedido de desculpas, ou até mesmo não faça nada... Basta ela decidir se quer que o destino cuide disso ou ela mesma vá atrás de um novo sentido para os dois e continue o que não era para ter nunca acabado."

Maria Luíza Facholi. 

0 comentários:

Pesquise

Ariane Rodrigues, 18 anos,canceriana, romântica nata, curiosa, confusa, intrigante e cheia de irônias. Louca pela família e amigos .Futura jornalista, ama ler, ouvir músicas do tipo que acalmam a alma. Apaixonada por moda e pela Demi Lovato ♥.

  

Facebook

Seguidores

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Tradutor