08 junho, 2014

Eu tenho tentado ser forte. Eu tenho tentado não ter tanto medo. Não ter tanto ciúme. Tanta insegurança. Eu juro que tentei não gostar. Tentei não te querer aqui a toda hora. Tentei permanecer racional. Tentei não precisar tanto de você... Mas ta tudo tão difícil, que eu já não sei mais esconder.

Não vou suportar te perder. Não vou suportar ter que dizer adeus. Não vou suportar outra decepção. Eu estava tentando pegar os restos do meu coração partido. Tentando amenizar aquela dor. Foi quando você apareceu. Ela desapareceu. E eu sei que não posso suportar a ideia de te deixar partir.

Ando tão cansada de tudo, tão apavorada, que acabo te afastando. Não sei mais a hora certa de demonstrar. E sei, que quando resolver dizer, pode ser tarde demais. Você se tornou tão importante. Tão presente, que a sua ausência me amedronta.

Perdoa eu ser tão estranha. Ser tão chata. A mania que eu tenho de me afastar, quando as coisas começam a ficar boas. Meu coração se nega a acreditar que pode dar certo.  Porque, se ele acreditar. Se eu acreditar. A dor de um adeus se triplica. E eu ainda não me recuperei das cicatrizes passadas.

Preciso de segurança agora. De um sinal de que vale a pena continuar. Preciso de alguém pra abraçar quando as coisas ficarem difíceis. Então me diz agora o que sente. Me fala antes que seja tarde. É que meu coração não aguenta mais joguinhos. Não aguenta mais tanta incerteza.

Será que você não percebe, como tudo fica mais bonito quando estamos juntos? Como sou imortal quando te beijo? Aquela sensação de segurança. Paz interior. A certeza de estar, onde devia estar. Um lar, pro coração se aconchegar.

É como se o seu sorriso colorisse o meu mundo tão sem cor. Nesse seu jeito, mal jeito, falta de jeito, que eu me apeguei. Meio sem querer, ou querendo, eu te quis aqui. Então me beije devagar. Me abrace como se o mundo fosse acabar. E me olhe como se eu fosse a única. Porque, um dia, tudo isso pode se perder. Até lá, só pra você saber. Já sou sua.


Ariane Rocha.

0 comentários:

Pesquise

Ariane Rodrigues, 18 anos,canceriana, romântica nata, curiosa, confusa, intrigante e cheia de irônias. Louca pela família e amigos .Futura jornalista, ama ler, ouvir músicas do tipo que acalmam a alma. Apaixonada por moda e pela Demi Lovato ♥.

  

Facebook

Seguidores

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Tradutor